Arquivo para julho, 2009

Cinema de SP estreia documentário sobre Kurt Cobain

Posted in Uncategorized on julho 31, 2009 by karolnews

Estreia hoje exclusivamente no Cine Belas Artes, em São Paulo, o documentário “Kurt Cobain – Retrato de uma Ausência”, sobre o líder do grupo Nirvana, com direção de AJ Schnack. O filme, baseado no livro “Come As You Are: The Story of Nirvana”, do jornalista Michael Azerrad, já havia sido exibido na Mostra de Cinema de São Paulo em 2007. O longa revela mais de 25 horas de conversas gravadas pelo jornalista entre dezembro de 1992 e março de 1993, nas quais Kurt recorda sua vida, fala da sua infância, da descoberta musical e da sua relação com a fama. O filme mostra ainda imagens de Aberdeen, cidade natal de Kurt, e Seattle, onde o Nirvana começou a fazer sucesso além das influencias musicais que marcaram o grupo.

Kurt Cobain – Retrato de uma Ausência (Kurt Cobain: About a Son). Documentário. EUA, 96 min. 14 anos. HSBC Belas Artes (Rua da Consolação, 2423). Tel. (011) 3258-4092. Hoje às 16h10; 19h20 e 21h20.

Fonte: Estadão

MIS promove sessões de “Há Tanto Tempo que Te Amo” a R$ 5

Posted in Uncategorized on julho 24, 2009 by karolnews

Quem ainda não assistiu ao recém-lançado “Há Tanto Tempo que Te Amo” pode aproveitar as sessões oferecidas pelo MIS (Museu da Imagem e do Som), na região oeste da capital paulista, nesta sexta-feira (24), sábado (25) e na próxima quarta-feira (29). Os ingressos para ver a produção, que faz parte do projeto Cinema de Circuito, custam R$ 5.

O drama conta a história de uma mulher que, após ficar 15 anos exilada da família, retorna para viver com a irmã mais nova. Aos poucos, o plateia conhece os dramáticos acontecimentos que fizeram com que elas se mantivessem distantes durante tanto tempo.

As sessões ocorrem às 20h desta sexta (24), às 18h e às 20h de sábado (25) e às 20h de quarta-feira (29).

Fonte: Guia Folha

Governo lança Vale-Cultura para incentivar a demanda cultural

Posted in Uncategorized on julho 24, 2009 by karolnews

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou nesta quinta-feira em São Paulo o Vale-Cultura. Acompanhado pelo ministro da Cultura, Juca Ferreira, o governo tem na proposta sua grande aposta para incentivar a demanda cultural e combater as críticas de que se investe muito em produção para um grande público sem acesso a bens culturais.

“Estamos superando o padrão atual em que o aporte de dinheiro é quase que exclusivamente da produção e quase sempre com recursos a fundo perdido. Passaremos aos poucos a estimular o consumo e ver a sustentabilidade em todo o sistema econômico da Cultura”, disse Ferreira durante o lançamento.

O Vale-Cultura é concebido nos moldes de um benefício trabalhista, a grosso modo como um vale alimentação. Com o cartão, os beneficiados poderão dquirir ingressos de cinema, teatro, museu, shows, livros, CDs e DVDs, entre outros produtos culturais.

O saldo do cartão é de até R$ 50 mensais e as empresas que concederem o benefício poderão deduzir até 1% do imposto devido. O valor do cartão vai levar em conta o orçamento familiar do trabalhador, segundo a proposta. Como um exemplo, trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos arcarão com, no máximo, 10% do valor (R$ 5).

Segundo estimativas do Ministério da Cultura, o vale pode aumentar em até R$ 600 milhões por mês ou até R$ 7,2 bilhões ao ano o consumo cultural no país.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que apenas 14% da população brasileira vai ao cinema regularmente, 96% não frequenta museus, 93% nunca foi a uma exposição de arte e 78% nunca assistiu a um espetáculo de dança.

Fonte: Folha Online

Em novo disco, Arctic Monkeys busca inspiração em Hendrix

Posted in Uncategorized on julho 22, 2009 by karolnews

Um doce que leva mais tempo até você sentir o açúcar. É assim que o baterista do Arctic Monkeys, Matt Helders, definiu à Folha o novo disco da banda inglesa, “Humbug”, que tem previsão de lançamento para o final do próximo mês.

O título do álbum é engenhoso. Humbug é o nome de um doce popular na Inglaterra, mas também pode significar o ato deliberado de enganar, e ainda tem o sentido de “nonsense”.

Integrantes da banda “Arctic Monkeys”, que lança o disco “Humbug” no fim de agosto
“Os dois primeiros álbuns eram como doces bem açucarados, esse aqui requer um pouco mais até você chegar no doce. É a nossa analogia. E humbug é também a expressão usada pelo Scrooge do “Conto de Natal” do Dickens, porque ele não gosta das coisas de Natal, então o nome do disco soa um pouco como uma piada”, disse.

Deliberadamente, com a intenção de enganar ou não, Matt afirma que as inspirações para o disco vieram de artistas como Black Sabbath e Jimi Hendrix. Segundo ele, a banda quis experimentar um som mais obscuro e sombrio em momentos pontuais.

“Não queríamos fazer um álbum inteiro assim, mas queríamos que esses momentos sombrios fossem especiais.” Para Matt, o novo disco é mais profundo que os anteriores e as letras deixam mais espaço para a imaginação.

Desta vez, o baterista afirma que a banda teve mais tempo para se dedicar ao álbum. “Humbug” foi gravado em parte em um estúdio no deserto, em Joshua Tree, com coprodução de Josh Homme, do Queens of the Stone Age.

“Queríamos trabalhar com ele. Ficamos duas semanas no deserto. O lugar trouxe uma atmosfera própria.” A segunda parte foi gravada no Brooklyn.

Apresentações

O álbum já tem uma música lançada: “Crying Lightning”. Até o fim do ano, a banda se apresentará na Alemanha, Bélgica, Inglaterra, França e nos EUA. No ano que vem, pretendem tocar na América do Sul, e Matt diz ter esperanças de voltar ao Brasil. Sobre a vinda ao país em 2007, o baterista conta que a banda ficou surpresa com a receptividade do público.

“Nós não tínhamos nenhuma ideia de como era o lugar, então tudo foi novidade. Só sabíamos das praias e do futebol. Ficamos bastante surpresos com a quantidade de fãs que apareceram no hotel e no show”, disse o baterista.

Prestes a sair em turnê, Matt afirma que, depois de um intervalo de quase dois anos, a banda já está sentindo falta de tocar ao vivo, e compara as diferentes plateias para as quais já fizeram shows. “Os alemães são mais próximos dos ingleses, agressivos e barulhentos.

No Japão, o público fica em pé e não diz nada. Eles são educados e respeitosos, querem ouvir tudo o que você fala. É uma experiência muito diferente, mas uma hora você aprende a lidar com tudo isso.”

Fonte: Folha Online

Saem indicados do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo

Posted in Uncategorized on julho 21, 2009 by karolnews

A organização do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo divulgou nesta segunda-feira, 20, os indicados para as nove categorias que premiam os melhores trabalhos do teatro paulista.

 

A peça “Raptada pelo raio” recebeu o maior número de indicações para o prêmio, que chega a sua 22ª edição. Além de concorrer na categoria Autor (Pedro Cesarino), o espetáculo foi indicado por melhor Cenário e Iluminação. Na disputa com Cesarino está Eduardo Ruiz (“Chorávamos terra ontem à noite”).

 

Na categoria Ator, concorrem João Miguel (“Só”), e Eduardo Okamoto (“Eldorado”). Na categoria Atriz, disputam Fernanda Montenegro (“Viver sem tempos mortos”), Betty Faria (“Shirley Valentine”), e Juliana Galdino (“Comunicação a uma academia”). Foram indicadas apenas as peças que estrearam no primeiro semestre do ano.

 

Confira a relação completa dos indicados do primeiro semestre do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo:

 

Autor:

linkEduardo Ruiz por “Chorávamos terra ontem à noite”

linkPedro Cesarino por “Raptada pelo raio”

 

Direção:

linkFrancisco Medeiros por “Réquiem”

linkMarco Antonio Rodrigues por “Querô , uma reportagem maldita”

linkRodolfo García Vázquez por “Justine”

 

Ator:

linkEduardo Okamoto por “Eldorado”

linkJoão Miguel por “Só”

 

Atriz:

linkBetty Faria por “Shirley Valentine”

linkFernanda Montenegro por “Viver sem tempos mortos”

linkJuliana Galdino por “Comunicação a uma academia”

 

Cenário:

linkDaniela Thomas por “Viver sem tempos mortos”

linkSimone Mina por “Raptada pelo raio”

 

Figurino:

linkGabriel Villela por “Vestido de noiva”

linkInês Sacay por “Réquiem”

 

Iluminação:

linkAlessandra Domingues por “Raptada pelo raio”

linkAlessandra Domingues por “Só”

linkRodolfo García Vázquez por “Justine”

 

Música:

linkBruno Perillo por “Querô, uma reportagem maldita”

linkDaniel Maia por “Vestido de noiva”

 

Categoria especial:

linkCia. São Jorge de Variedades pela pesquisa e criação do espetáculo “Quem não sabe mais quem é, o que é e onde está, precisa se mexer”

Fonte: Estadão

Cinema brasileiro investe em filmes para adolescentes

Posted in Uncategorized on julho 20, 2009 by karolnews

Até o fim do próximo verão, chegarão aos cinemas dois filmes brasileiros sobre o universo adolescente, com protagonistas que ainda nem saíram da escola.

O primeiro a estrear será “Sonhos Roubados”, da diretora Sandra Werneck, de “Cazuza – O Tempo Não Para” (2004). O filme –baseado no livro “As Meninas da Esquina”, de Eliane Trindade, editora da Revista da Folha— conta a história de três amigas de 14 a 16 anos, moradoras de uma favela.

Pedro Carrilho/Folha Imagem
Amanda (loira), Kika e Nanda (à frente), as protagonistas de "Sonhos Roubados", de Sandra Werneck
Amanda (loira), Kika e Nanda (à frente), as protagonistas de “Sonhos Roubados”

Daiane, que sonha em fazer uma festa de 15 anos, é violentada pelo tio com quem mora. Sabrina se envolve com um traficante e engravida. Ao saber disso, o pai do bebê foge, e ela tem que criar seu filho sozinha, com apenas 16 anos. Jéssica, da mesma idade, já tem um filho. Órfã, ela ainda precisa sustentar o avô, com quem mora. As três encontram a mesma solução para seus problemas financeiros: prostituir-se.

“Elas têm sonhos e desejos de adolescentes de qualquer classe social, mas, nesse universo, a sobrevivência move tudo”, explica Sandra. “Fazer “programa” serve para comprar coisas básicas como o leite da filha pequena, mas também para comprar a calça da Gang, uma forma ser como outras adolescentes.”

Caras novas no elenco

Para viver essas adolescentes, Sandra fez dezenas de testes em busca de atrizes pouco conhecidas. E chegou ao grupo formado por Amanda Diniz, 15, Kika Farias, 24, e Nanda Costa, 22.

Amanda faz teatro desde os sete anos e já fizera Narizinho em alguns episódios de “Sítio do Picapau Amarelo”. Kika só havia participado de algumas montagens teatrais amadoras.

Só Nanda tinha mais experiência, com papéis em uma novela e em um especial da Globo, além de outros quatro filmes. Ela diz que também terá um papel na próxima novela de Manoel Carlos, o que em breve deve torná-la mais conhecida.

Retrato falado

Outro filme com temática e elenco teen, com estreia prevista para o início de 2010, é “As Melhores Coisas do Mundo”, de Laís Bodanzky, de “Bicho de Sete Cabeças” (2001).

Caio Guatelli/Folha Imagem
Francisco, o Mano de "As Melhores Coisas do Mundo", da diretora Laís Bodansky
Francisco, o Mano de “As Melhores Coisas do Mundo”, da diretora Laís Bodansky

O longa também é inspirado em uma obra literária, uma série de livros da escritora Heloisa Prieto e do colunista da Folha Gilberto Dimenstein, em que o protagonista é sempre o adolescente Mano.

Na adaptação, no entanto, a diretora e o roteirista Luiz Bolognesi mergulharam com tudo no universo adolescente. “Não queria fazer uma caricatura do que é o adolescente”, diz Laís. Com isso em mente, a dupla consultou alunos de várias escolas paulistanas.

Em cada uma, grupos de adolescentes leram, criticaram e sugeriram mudanças em cada versão do roteiro. Daí saiu a história de Mano, garoto de 16 anos que sonha em ser guitarrista e alimenta uma paixão platônica por uma garota da escola, enquanto enfrenta em casa a separação dos pais.

E na hora de escolher os adolescentes do elenco, a produção voltou à escola. Laís viu vídeos de 2.500 alunos e fez outras etapas de testes até escolher Francisco Miguez, 14, e Gabriela Rocha, 16.

Antes de começarem a filmar, nenhum dos dois pensava em ser ator, apesar de Gabriela já ter feito aulas de teatro. Mas agora já é diferente.

“Eu queria ser chef de cozinha. Agora, sei lá. Acho mó legal [ser atriz]”, diz Gabriela. Para Denise Fraga, atriz que faz a mãe de Mano no filme, os dois têm futuro.

“Eles sabem se colocar de primeira numa cena. É bonito de ver esse frescor. E é legal porque eles estão falando do próprio universo deles”, diz.

Fonte: Folha Online

 

Coldplay bate recorde de venda de discos pela internet

Posted in Uncategorized on julho 17, 2009 by karolnews

A banda britânica Coldplay se tornou a primeira a vender mais de um milhão de cópias da versão digital de um álbum nos Estados Unidos de acordo com pesquisa da Nielsen SoundScan.

Henny Ray Abrams/AP
Chris Martin, vocalista do Coldplay; banda é recordista de vendas de disco pela internet
Chris Martin, vocalista do Coldplay; banda é recordista de vendas de disco pela internet

A informação é do site especializado em música NME.

De acordo com o site, o Coldplay já vendeu mais de dois milhões de álbuns completos pelo mundo por meio da internet. Os números incluem os downloads dos quatro discos da banda, assim como um disco ao vivo e um EP.

A banda liderada por Chris Martin atualmente excursiona pela América de Norte para promover seu disco mais recente, “Viva La Vida”.

Na próxima segunda-feira (20), o Coldplay estreia o clipe da música “Strawberry Swing” no site Babelgum.com. O vídeo mostra o vocalista Chris Martin como um super-herói de animação.

Fonte: Folha Online