Arquivo para abril, 2009

Susan Boyle solta a voz: 12 milhões de acessos no YouTube

Posted in Uncategorized on abril 17, 2009 by karolnews

LONDRES – Uma mulher de meia idade, desempregada, que trabalha como voluntária em uma igreja e dona de uma voz angelical se tornou abruptamente uma estrela da música no Reino Unido. Susan Boyle, de 47 anos, impressionou juízes e o público com sua performance na televisão durante o programa Britain’s Got Talent.

Logo após o programa começou a cantar em um karaokê e na igreja de sua cidade, além de já ter recebido um convite para participar do programa de Oprah Winfrey.

Na terça, um vídeo com a participação de Susan no programa foi colocado no YouTube e assistido mais de 12 milhões de vezes, um número que cresce mais e mais.

Susan foi recebida com descaso com seu jeito desalinhado e quando disse durante sua entrevista diante dos jurados que “nunca tinha sido beijada” e que sua ambição era ser uma cantora profissional.

Mas todos se renderam imediatamente assim que ela começou a cantar I Dreamed a Dream do musical Les Miserables, estarrecidos com a beleza da voz de Susan, que impressionou e conquistou milhões de admiradores, e até alguns homens.

A cantora, nascida na cidade de Blackburn, no oeste da Escócia, cativou a todos, desde o inabalável jurado Simon Cowell, que disse que ela é uma cantora “extraordinária”, até Piers Morgan, que considerou sua performance “estarrecedora” e “a maior surpresa que eu já vi nos últimos três anos deste programa”.

Susan se apresentou no primeiro programa da nova série do Britain’s Got Talent, que teve um público de 11,4 milhões de britânicos na noite de sábado.

“Foi algo surreal para mim”, disse Susan à Associated Press nesta quinta, 16, em Blackburn, a 30 quilômetros a oeste de Edimburgo. “Vou participar do programa de Oprah Winfrey, na CBS e outras redes de TV norte-americanas”, disse. “Não pensei que reação seria tão grande quando subi ao palco”, afirmou Susan. “Eu o fiz por minha mãe já morta. Queria mostrar a ela que poderia fazer algo de minha vida”.

Apostadores britânicos acreditam que Susan é a favorita para vencer a série. O programa, que é similar ao America’s Got Talent, transformou em astro seu primeiro vencedor, um desconhecido vendedor de telefones celulares chamado Paul Potts. Ele conquistou o público e os jurados com sua interpretação da ária Nessun Dorma e seu disco se tornou um sucesso mundial desde que ele ganhou a série em 2007.

Fonte: Estadão Online

Americano ganha prêmio Sony de fotógrafo do ano

Posted in Uncategorized on abril 17, 2009 by karolnews

O fotógrafo americano David Zimmerman ganhou nesta quinta-feira (16), em uma cerimônia no Palácio dos Festivais em Cannes, o prêmio de fotógrafo do ano do Sony World Photography Awards, que celebra a fotografia mundial.

Zimmerman competiu na categoria paisagens com uma série de fotografias mostrando o frágil ecossistema dos desertos americanos. Além do título, ele recebeu US$ 25 mil dólares e equipamento fotográfico da marca.

“Minha documentação desses impressionantes desertos pelo Arizona, Novo México, Califórnia e Nevada continua, num esforço para influenciar a preservação através da conscientização pública, opinião e ação”, disse Zimmerman.

“Nós moramos numa época de conscientização ambiental. Também é uma era da imagem. Os dois podem coexistir para nos dar uma imagem mais distinta do uso e abuso de nossos oceanos e da amada terra firme, que sofre um risco muito maior do que nós admitimos ou sabemos”, disse Bruce Davidson, em nome do comitê de julgamento.

“Tanto a imagem como seu significado coincidem nas fotografias de David Zimmerman. Em seu foco apurado e sensual, nos tornamos mais conscientes de onde estamos enquanto humanos nos depósitos de areia formados pelo tempo.”

“Estou muito feliz com a vitória dessas paisagens de deserto, já que elas representam habilidade fotográfica e uma consciência do meio ambiente, e vão além das simples fotografias mostrando a terra e o céu”, disse outra integrante do júri, Zelda Cheatle.

O prêmio, criado em 2007, contempla 12 categorias profissionais e oito categorias amadoras.
Vincent Foong, de Cingapura, recebeu o prêmio de fotógrafo do ano entre os amadores, na categoria história natural.

Na quinta-feira também foi entregue o prêmio do Prince’s Rainforest Project, uma fundação em defesa das floresta tropicais criada pelo príncipe Charles, ao fotógrafo espanhol Daniel Beltrá.

O prêmio inclui o financiamento de um projeto para documentar as florestas tropicais do mundo.

O fotógrafo francês Marc Riboud, ex-presidente da agência fotográfica Magnum, recebeu um prêmio especial pelo conjunto de sua obra.

Leia mais em “miscelânia”

‘Meu nome não é Johnny’ vence prêmio de Cinema Brasileiro

Posted in Uncategorized on abril 15, 2009 by karolnews

Filme levou seis prêmios; Estômago conseguiu cinco, inclusive melhor filme pelo voto popular

O filme ‘Meu Nome não é Johnny’ foi o grande vencedor do Grande Prêmio Vivo do Cinema Brasileiro, realizado na terça-feira à noite no Rio, seguido de Estômago. O primeiro ganhou seis prêmios (ator, atriz coadjuvante, trilha sonora original, som, montagem e roteiro adaptado) e o segundo, cinco (diretor, roteiro original, ator coadjuvante, longa de ficção e melhor filme pelo voto popular).

A cerimônia aconteceu no Vivo Rio, casa de espetáculos carioca, e contou com a apresentação de Marília Pera e Daniel Filho, que foram prejudicados por problemas no sistema de som e teleprompter.

Os cerca de 300 membros da academia brasileira de cinema premiaram os destaques em 25 categorias. O público votou pela internet e por meio de mensagens de telefone celular. O grande homenageado da noite foi o cineasta Nelson Pereira dos Santos, que agradeceu dizendo estar muito emocionado: “Ainda bem que só tenho 80 anos”.

O prêmio lembrou músicas que fazem parte da cinematografia brasileira e ainda prestou homenagem aos atores Dercy Gonçalves, que morreu no ano passado, e Ankito, que morreu no fim de março.

Confira a programação de shows da Virada Cultural 2009

Posted in Uncategorized on abril 14, 2009 by karolnews

Evento será realizado nos dias 2 e 3 de maio, das 18h às 18h.
Artistas vão homenagear os 20 anos da morte de Raul Seixas.

logoviradaA organização da Virada Cultural 2009 já divulgou os destaques da programação musical. O evento será realizado nos dias 2 e 3 de maio, das 18h às 18h. Segundo a Prefeitura de São Paulo, serão centenas de atrações distribuídas pelo centro da cidade. A programação completa será divulgada nesta quarta (15).

O tecladista britânico Jon Lord, ex-Deep Purple, dará início à maratona de espetáculos no palco principal do evento, montado na Avenida São João. Ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, ele vai apresentar o Concerto para Grupo e Orquestra, de 1970.

No mesmo palco vão se apresentar Geraldo Azevedo, Marcelo Camelo, o coletivo Instituto tocando Tim Maia Racional (com BNegão, Thalma de Freitas e Carlos Dafé), Tribo de Jah, Cordel do Fogo Encantado, Zeca Baleiro, Novos Baianos e Maria Rita.

O Teatro Municipal, mais uma vez, reunirá artistas tocando álbuns clássicos na íntegra. Arrigo Barnabé vai apresentar seu “Clara Crocodilo”, enquanto Egberto Gismonti tocará “Alma” e Tom Zé interpretará o álbum “Grande liquidação”.

Completam a programação do Teatro os artistas Chico Cesar (“Aos vivos”), Violeta de Outono (idem), Cama de Gato (idem), Fafá de Belém (“Água”), Francis Hime e Orquestra Experimental de Repertório (“Francis Hime”) e Beto Guedes (“Alma de borracha”).

Toca Raul

Na Estação da Luz, acontecerão os shows em homenagem aos 20 anos da morte de Raul Seixas, a serem completados em agosto. Lá, cada atração irá interpretar um disco do cantor e compositor baiano na íntegra.

O primeiro show será da banda original de Raul, Os Panteras. A programação conta ainda com as presenças do último kavernista Edy Star, Vivi Seixas (filha do cantor), Kika Seixas (ex-mulher) e do roqueiro Nasi. A última atração será o cantor Marcelo Nova.

No Largo do Arouche, as atrações são as seguintes: Benito di Paula, Luis Ayrão, Wando, Reginaldo Rossi, Beto Barbosa, Wanderley Andrade, Bartô Galeno, Jane e Herondi, Silvio Brito, Odair José e Wanderley Cardoso.

A Praça Dom José Gaspar reunirá pianistas. Passarão por lá Duo Lumina, Duo Gis Branco, Vitor Gonçalves, Lulinha Alencar, Pepe Cisneros, Beto Betrami, Leandro Cabral, Edson Sant’anna, Beba Zanettini, Rafael Vernet, Délia Fischer e Mário Moita.

O Largo Santa Efigênia receberá Anelis Assumpção, Iara Rennó, Lívia Nestrovski, Danilo Moraes, Curumin, Rockers Control, DJ Tudo, Os Pamonheiros, Banda Cayana, Leo Cavalcanti, Marcelo Jeneci, Por quê?, Bárbara Rodrix, Dani Black e Pedro Altério e Comadre Fulozinha.

Na Praça da República, estarão grandes nomes do rock brasileiro: Tutti-Frutti, O Som Nosso de Cada Dia, Joelho de Porco, Camisa de Vênus, Velhas Virgens, Los Goiales All Stars, MQN, Matanza, Vanguart, CPM 22, Nação Zumbi, Nasi e The Electric Sitar Experience.

Zappa

Lá, o último show será da Central Scrutinizer Band, considerada a melhor banda cover de Frank Zappa do mundo. O destaque fica por conta deste encerramento, que trará Ike Willis, lendário cantor do grupo de Zappa.

No Palco Rio Branco, o público poderá conferir apresentações dançantes de Sandália de Prata, Farufyno, Trio Mocotó, Clube do Balanço, Os Opalas, Sambasonics, Colomi, Balaco, Projeto Coisa Fina (Moacir Santos), Juliana Amaral e Gafieira etc e tal, Gafieira São Paulo e Havana Brasil.

13 de abril, o Dia do Beijo. Comemore!

Posted in Uncategorized on abril 13, 2009 by karolnews

kiss-lifelossleaving1Até o Garfield vai gostar desta segunda-feira, dia 13 de abril, quando o Brasil comemora o Dia do Beijo. Apaixonado, afetuoso, entre namorados, entre amigos, de mãe para filho, de bom dia, de despedida. Molhado, de língua, selinho, roubado. É bom de qualquer jeito. Não se sabe quem foi o responsável pela instituição da data, mas todo mundo deve comemorar.

Principal expressão de carinho, o beijo ativa a liberação de endorfina no cérebro, substância ligada às sensações de prazer, e pode combater até depressão.

Na telona e na telinha

Se beijar é bom e faz bem, assistir a beijos provoca suspiros. O primeiro registrado no cinema foi no filme O Beijo (The Kiss), de 1895, entre os atores May Irvin e John C. Rice. Na televisão brasileira, Vida Alves e o galã Walter Foster foram os pioneiros, em Sua vida me pertence, de 1951. Desde então, vibramos com nossos personagens prediletos, na telona ou na telinha, em filmes, seriados, novelas e até reality shows.

Quem não lembra do (quase) beijo de despedida dos personagens de Humphrey Bogart e Ingrid Bergman em Casablanca (1942)? E dos amassos de Raí e Babalú, personagens de Marcello Novaes e Letícia Spiller na novela Quatro por Quatro (1994)? Recentemente, vibramos com a perda da vergonha da gaúcha Francine durante o BBB 9 ao chamegar com o namorado Max em cima do edredon. Com informações do site G1.

O Oscar do cinema brasileiro será entregue nesta terça

Posted in Uncategorized on abril 13, 2009 by karolnews

Os filmes, atores e diretores preferidos da Academia Brasileira de Cinema serão conhecidos hoje à noite, na cerimônia de premiação do Grande Prêmio Vivo do Cinema Brasileiro. São 25 categorias no total, nas quais foram inseridos longas e curtas-metragens de ficção, documentário e animação lançados comercialmente no ano passado. Dois filmes que já amealharam outros troféus lideram o número de indicações (14 cada um): Estômago, de Marcos Jorge, e Meu Nome Não é Johnny, de Mauro Lima. Os vencedores vão receber o Troféu Grande Otelo, na cerimônia realizada no Vivo Rio (Av. Infante Dom Henrique, nº 85, Parque do Flamengo, Rio).

Também concorrem ao prêmio de melhor longa de ficção Ensaio Sobre a Cegueira, de Fernando Meirelles, O Banheiro do Papa, dos uruguaios César Charlone e Enrique Fernández, e Linha de Passe, de Walter Salles e Daniela Thomas. Ao de melhor ator, disputam diferentes gerações: João Miguel (Estômago), Selton Mello (Meu Nome Não é Johnny), Ary Fontoura (A Guerra dos Rocha), César Trancoso (O Banheiro do Papa), Stepan Nercessian (Chega de Saudade) e Wagner Moura (Romance).

Na categoria melhor atriz, estão Cássia Kiss (Chega de Saudade), Cláudia Abreu (Os Desafinados), Darlene Glória (Feliz Natal), Leandra Leal (Nome Próprio) e Sandra Corveloni (Linha de Passe). E os diretores: Walter Salles e Daniela Thomas, Fernando Meirelles, Laís Bodanzky (Chega de Saudade), Marcos Jorge e Mauro Lima.

O prêmio está em sua sétima edição e, por ter patrocínio da Vivo, tem uma categoria inusitada: melhor filme feito para telefone celular. No total, mais de cem títulos, incluindo infantis e produções estrangeiras, participaram da seleção realizada pelos cerca de 300 membros da Academia, iniciada em fevereiro. O público inclusive participou da premiação votando durante um mês pela internet e pelo celular, em duas categorias apenas – melhor longa de ficção nacional e estrangeiro.

Nelson Pereira dos Santos, “nosso maior cineasta e um dos maiores do mundo”, nas palavras do presidente da Academia, Roberto Farias, será homenageado na cerimônia, no Vivo Rio, que contará com transmissão pelo Canal Brasil. Ele receberá um prêmio especial pela preservação de seus filmes. A Academia foi criada em 2002 para promover o cinema nacional.

Confira todos os indicados:

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO

O Banheiro do Papa

de César Charlone e Enrique Fernández. Produção: Andrea Barata Ribeiro, Bel Berlinck e Fernando Meirelles por O2 Filmes, Elena Roux por Laroux Cine, Serge Catoire por Chaya Films

Ensaio Sobre a Cegueira

de Fernando Meirelles. Produção: Niv Fichman por Rhombus Media, Andrea Barata Ribeiro por O2 Filmes, Sonoko Sakai por BeeVine Production

Estômago

de Marcos Jorge. Produção: Cláudia da Natividade por Zencrane Filmes, Fabrizio Donvito, Marco Cohen e Gabriele Muccino por Indiana Production Company

Linha de Passe

de Walter Salles e Daniela Thomas. Produção: Mauricio Andrade Ramos por Videofilmes e Rebecca Yeldham

Meu Nome Não É Johnny

de Mauro Lima. Produção: Mariza Leão por Atitude Produções

MELHOR LONGA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO

Café dos Maestros

de Miguel Kohan. Produção: Walter Salles por Videofilmes e Gustavo Santaolalla por Lita Stantic

Condor

de Roberto Mader. Produção: Roberto Mader por Taba Filmes e Focus Filmes.

Juízo

de Maria Augusta Ramos. Produção: Diler Trindade por Diler & Associados e Nofoco Filmes

O Mistério do Samba

de Carolina Jabor e Lula Buarque de Hollanda. Produção: Leonardo Netto, Lula Buarque de Hollanda e Marisa Monte por Conspiração Filmes

Panair do Brasil

de Marco Altberg. Produção: Marco Altberg e Maiza Luiza Figueira de Mello por Indiana Produções Cinematográficas Ltda.

O Tempo e o Lugar

de Eduardo Escorel. Produção: Eduardo Escorel por Cinefilmes

MELHOR LONGA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO – MENÇÃO HONROSA

O Garoto Cósmico

de Alê Abreu. Produção: Lia Nunes por Estúdio Elétrico.

MELHOR LONGA-METRAGEM INFANTIL

O Garoto Cósmico

de Alê Abreu. Produção: Lia Nunes por Estúdio Elétrico.

O Guerreiro Didi e a Ninja Lili

de Marcus Figueiredo. Produção: Diler Trindade por Diler & Associados, Renato Aragão Produções, Miravista e Globo Filmes.

Pequenas Histórias

de Helvécio Ratton. Produção: Simone Magalhães Matos por Quimera Filmes.

MELHOR DIREÇÃO

Linha de Passe

Daniela Thomas e Walter Salles

Ensaio Sobre a Cegueira

Fernando Meirelles

Chega de Saudade

Lais Bodanzky

Estômago

Marcos Jorge

Meu Nome Não É Johnny

Mauro Lima

MELHOR ATRIZ

Chega de Saudade

Cássia Kiss

Os Desafinados

Cláudia Abreu

Feliz Natal

Darlene Glória

Nome Próprio

Leandra Leal

Linha de Passe

Sandra Corveloni

MELHOR ATOR

A Guerra dos Rocha

Ary Fontoura

O Banheiro do Papa

César Trancoso

Estômago

João Miguel

Meu Nome Não É Johnny

Selton Mello

Chega de Saudade

Stepan Nercessian

Romance

Wagner Moura

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Ensaio Sobre a Cegueira

Alice Braga

Romance

Andréa Beltrão

Chega de Saudade

Clarisse Abujamra

Meu Nome Não É Johnny

Julia Lemmertz

Deserto Feliz

Zezé Motta

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Meu Nome Não É Johnny

Ângelo Paes Leme

Estômago

Babu Santana Como Bujiú

Ensaio Sobre a Cegueira

Gael García Bernal

Feliz Natal

Lúcio Mauro

Estômago

Paulo Miklos

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA

O Banheiro do Papa

César Charlone

Ensaio Sobre a Cegueira

César Charlone

Linha de Passe

Mauro Pinheiro Jr.

Estômago

Toca Seabra

Meu Nome Não É Johnny

Uli Burtin

Chega de Saudade

Walter Carvalho

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

Encarnação do Demônio

Cássio Amarante

Meu Nome Não É Johnny

Cláudio Amaral Peixoto

Última Parada 174

Cláudio Amaral Peixoto

Estômago

Jussara Perussolo

Chega de Saudade

Marcos Pedroso

Ensaio Sobre a Cegueira

Tulé Peake

MELHOR FIGURINO

Chega de Saudade

André Simonetti

Última Parada 174

Bia Salgado

Romance

Cao Albuquerque

Estômago

Marisol Grossi

Meu Nome Não É Johnny

Reka Koves

Ensaio Sobre a Cegueira

Renée April

MELHOR MAQUIAGEM

Romance

Anna Van Steen

Linha de Passe

Gabi Moraes

Meu Nome Não É Johnny

Helena D`araújo e Marilú Mattos

Estômago

Marcelino de Miranda

Ensaio Sobre a Cegueira

Micheline Trépanier

MELHOR EFEITOS VISUAIS

Ensaio Sobre a Cegueira

André Waller, Renato Tilhe, Ricardo Gorodetcki e Tamis Lustre

Encarnação do Demônio

Kapel Furman

Meu Nome Não É Johnny

Marcelo Mm

Última Parada 174

Marcelo Siqueira

Estômago

Renato Cavalcanti e Tatiana Machnicki

MELHOR TRILHA SONORA

Chega de Saudade

Bid

Café dos Maestros

Gustavo Santaolalla

O Mistério do Samba

Marisa Monte

Orquestra dos Meninos

Paulo Sérgio Santos

Os Desafinados

Wagner Tiso

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

5 Frações de Uma Quase História

Célio Balona, Lucas Miranda e Victor Mazarelo

Meu Nome Não É Johnny

Fabio Mondego, Fael Mondego, Marco Tommaso e Mauro Lima

Estômago

Giovanni Venosta

Linha de Passe

Gustavo Santaolalla

Ensaio Sobre a Cegueira

Marco Antônio Guimarães e Uakti

MELHOR SOM

Ensaio Sobre a Cegueira

Alessandro Laroca, Armando Torres Jr, David Mccallum,

Guilherme Ayrosa, Lou Solakofski

Chega de Saudade

Alessandro Laroca, Armando Torres Jr.,  Geraldo Ribeiro e João Godoy

Meu Nome Não É Johnny

Armando Torres Jr, François Wolf e George Saldanha

Feliz Natal

Beto Ferraz, George Saldanha e Paulo Gama

Última Parada 174

Bruno Tarriere, Gillaume Sciama e Miriam Biderman

Estômago

Francesco Grassi, Jean-Christophe Casalini

E Maricetta Lombardo

MELHOR MONTAGEM DE FICÇÃO

Ensaio Sobre a Cegueira – Daniel Rezende

Linha de Passe – Gustavo Giani e Lívia Serpa

Corpo – Idê Lacreta

Estômago  – Luca Alverdi

Meu Nome Não É Johnny – Marcelo Moraes

Chega de Saudade – Paulo Sacramento

MELHOR MONTAGEM DE DOCUMENTÁRIO

Café dos Maestros – Alejandra Almirón e Gonzalo Santiso

Andarilho  – Cao Guimarães

Condor – Célia Freitas

O Mistério do Samba – Natara Ney

Romance do Vaqueiro Voador – Ricardo Miranda

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Última Parada 174 – Bráulio Mantovani

O Banheiro do Papa – César Charlone e Enrique Fernández

Estômago – Cláudia da Natividade, Fabrízio Donvito,  Lusa Silvestre e Marcos Jorge

Linha de Passe – Daniela Thomas e George Moura

Chega de Saudade – Luiz Bolognese

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Nossa Vida Não Cabe Num Opala

Baseado em texto original de Mário Bortolotto

Di Moretti

Ensaio Sobre a Cegueira

Adaptado do livro homônimo de José Saramago

Don Mckellar

Nome Próprio

Livre adaptação dos livros “Máquina de Pinball” e “Vida de Gato”

de Clarah Averbuck, e de textos publicados em seu blog pessoal

Elena Soarez, Melanie Dimantas e Murilo Salles

Onde Andará Dulce Veiga?

Adaptado do livro homônimo de Caio Fernando Abreu

Guilherme de Almeida Prado

Meu Nome Não É Johnny

Adaptado do livro homônimo de Guilherme Fiuza

Mariza Leão e Mauro Lima

MELHOR LONGA-METRAGEM ESTRAGEIRO

4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias (4 Luni, 3 Saptamani Si 2 Zile, ficção, Romênia)

De Cristian Mungiu. Distribuição: Lumière.

Desejo e Reparação (Atonement, ficção, Reino Unido / França)

De Joe Wright. Distribuição: Universal Pictures.

O Escafandro e a Borboleta (The Diving Bell and the Butterfly, ficção, França)

De Julian Schnabel. Distribuição: Europa Filmes.

Onde Os Fracos Não Têm Vez (No Country for Old Men, ficção, EUA)

De Ethan Coen e Joel Coen. Distribuição: Paramount Vantage.

Vicky Cristina Barcelona (Vicky Cristina Barcelona, ficção, Espanha / In

De Woody Allen. Distribuição: Imagem Filmes.

MELHOR CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO

Café com Leite – de  Daniel Ribeiro

Os Filmes Que Não Fiz  – de Gilberto Scarpa

Muro – de Tião

Os Sapatos de Aristeu – de Luiz René Guerra

Trópico das Cabras – de Fernando Coimbra

MELHOR CURTA-METRAGEM DE DOCUMENTÁRIO

Dreznica – de Anna Azevedo

O Homem da Árvore – de Paula Mercedes

Ismar – de Gustavo Beck

Ocidente – de Leonardo Sette

Rapsódia do Absurdo  – de Claudia Nunes

MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO

Animadores – de Allan Sieber

Dossiê Rê Bordosa – de César Cabral

Moradores do 304 – de Leonardo Cata Preta

Passo – de Alê Abreu

Terra – de Sávio Leite

Fonte: Estadão Online

Masp fecha 2º andar e tem entrada gratuita

Posted in Uncategorized on abril 13, 2009 by karolnews

A partir de amanhã até o dia 23 de abril, o Masp estará aberto para visitação com entrada gratuita. Neste período, o museu exibe a 17ª edição da Coleção Pirelli/ Masp de Fotografias.

Também a partir de amanhã, o segundo andar do museu, destinado à exibição da coleção permanente, estará fechado à visitação para trabalhos de montagem. Reabrirá no dia 7 de maio, com as exposições “Arte na França 1860-1960: O Realismo” e “Ano da França no Brasil, e A Arte do Mito”.

O museu fica na av. Paulista, 1.578, e funciona entre terça e domingo, além de feriados, das 11h às 18h; quintas, até 20h. Mais informações pelo tel. 3251-5644.

Fonte: Folha Online